O que eu oiço....

terça-feira, 1 de junho de 2010

O Ultimo dia do Meu Pai


Este dia marca...
marca por ser o dia da criança...
marca porque todos temos uma criança dentro de nós...
marca quando s sentimentos existem...
marca porque é um dia...
porque ser um dia marca uma etapa da vida...
marca quando se gosta...
marca quando se perde...
marca...
mas marca mais quando se ama alguém...
e marca porque hoje perdi o meu Pai...
marcou...
marcou as memorias...
marcou as chatices...
marcou as alegrias...
mas a marca fica "Morre o Homem fica a Fama"
e marca a Fama do meu Pai...
marca a escaces de palavras que tenho para escrever...
mas o que marcou mais...
é a minha existência...
esta marca sim...
é a maior marca que pode haver...
eu ser filho do meu Pai...
Pai estás bem...
estás com muitos amigos...
amigos que te viram nascer...
amigos os quais tu levas-te a enterrar muitos anos...
amigos que nunca saberia-mos que eram nossos...
amigos mas amigos verdadeiros que esperam por todos nós nesse lugar...
Eu sou o que sou hoje por ti...
beijinhos meu querido Pai e desculpa-me qualquer coisinha...
esta musica é para ti...

6 comentários:

Ana Paula disse...

:-) RIP Sr Luis!

risonha disse...

Mário, tu mais do que ninguém sabes as boas memórias que eu tenho do teu pai, pois fomos criados juntos como dois irmãos.. a minha casa era a tua e a tua casa era a minha.
Recordarei para sempre com muita saudade todos os momentos que passamos juntos:
- os pic-nics na Ingrina, nós pequenos a correr de um lado para o outro;
- as brincadeiras na oficina do teu pai, no meio da madeira e da serradura, que deixava as nossas mães loucas por voltarmos para casa sempre com a roupa toda suja;
- os dias passados na praia do Castelejo, brincando no "frigorífico" enquanto o teu pai e o meu apanhavam lapas;
- e tantos, tantos outros bons momentos

O teu pai agora juntou-se ao meu, tenho a certeza que se encontrarão na presença de Deus e ficarão a olhar por todos nós.

Desculpa não ter podido estar presente e não vos ter podido acompanhar neste momento, mas tenho a certeza que tanto tu como a tua mãe sabem que eu estive convosco no pensamento.

Força amigo... qualquer coisa que precises, eu estou aqui.

Beijinhos
Zézinha

kuka disse...

Incrivel como só ao ler este post tomei conhecimento do falecimento do meu amigo Luis.
Recordo com nostalgia as agradáveis conversas que tinhamos na oficina de carpintaria.Estive com ele há dois ou três meses e não me apercebi de nada de anormal. Enfim...fiquei mais chocado pela surpresa. Os meus sentidos pêsames Márinho.

kuka disse...

Incrivel como só ao ler este post tomei conhecimento do falecimento do meu amigo Luis.
Recordo com nostalgia as agradáveis conversas que tinhamos na oficina de carpintaria.Estive com ele há dois ou três meses e não me apercebi de nada de anormal. Enfim...fiquei mais chocado pela surpresa. Os meus sentidos pêsames Márinho.

João velhinho disse...

Só soube agora depois de visitar o teu blog que o teu pai tinha falecido. Os meus pêsames Marinho.
Um obrigado póstumo por todos os "desenrascanços" que o Sr Luís sempre de boa vontade me fazia quando passava na carpintaria e precisava de ajuda.
Para recordar o mestre Luís aqui:

http://3.bp.blogspot.com/_tbXfYhuCzWo/SvdDa7wmfoI/AAAAAAAAB-
o/mQvbVZum_SA/s1600h/carpinteiro.jpg

e aqui:

http://viladobispo-fotosantigas.blogspot.com/2009/06/mestre-luis-carpinteiro.html

Judite Pitta disse...

Olá Mário
Andei a cuscar no seru blogue e deparaou-se-me aqui este post sobre a morte do seu pai, que me comoveu profundamente. É que o meu caro amigo além de ser um artista na madeira, tem alma e escreve magistralmente, pois não é qualquer pessoa que consege«ue transpor em palavras o que lhe vai na alma, como o Mário aqui fez. Sensibilizaram-me as suas palavras e vocé está a ser uma surpresa para mim. Um beijo