O que eu oiço....

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

"As ceifeiras...


Vila do Bispo considerado Celeiro do Algarve... Perdendo-se todas as tradições, um ou outro ainda pratica a ceifa artesanal... mas para apanhar erva como limpeza, ou ervas alimentares para os coelhos... ou outros. O canto do galo já não desperta os ceifeiros, nem o nascer do sol faz uma hora de trabalho. O Canto agora serve, ainda para outros trabalhos agricultas e nem só. Para a ceifa já era... O meu avô Vitorino desde tenra idade fazia a ceifa, e aos 13/14 anos teve uma zanga com o seu pai, meu bisavô e tomou conta de terras para a dita ceifa e contratou homens para isso. o meu Avô não sabia ler nem escrever, mas era um homem sábio nos limites que tinha do conhecimento, mas justo e muito serio. Posso contar uma historia, na altura já era casado e tinha não sei se todos os 4 filhos, partiu o anilar da mão esquerda, imaginem uma tala que o Drº Fogaça pôs no dedo, e ele ir ceifar. A foice estava sempre a bater na dita tala. Solução: não era solução mas desespero pelos tempos difíceis de tudo, e por mais a ceifa é das coisas que não pode esperar é trabalhar de enquanto há luz... o meu Avô depois conversa com o Drº, que se a parti dela não cura-se em 3 semanas cortava o dedo... Outros tempo. Ao fim de 3 semanas tirou as talas nem mexia o dedo, não cortou e foi ceifar e fez lá a fisioterapia he he he... As ceifeiras podiam ser muito bem pessoas da Vila do Bispo ou pessoas que vinham do sul de Portugal ceifar nesta época do ano, e voltava de novo para suas casas. Muitos ficavam cá de vez...









nº142/24/7/2005

3 comentários:

BOSVLO disse...

Muitos parabéns pelo belíssimo trabalho que aqui apresenta, Mário. Continue a deliciar-nos com a sua obra bem como as suas histórias, que acompanham as peças. Um bem-haja! Rita Mexia

Marinho disse...

Obrigado pela visita :)

Ana Paula disse...

Fantástico amigo...fantástico. adorei :-)))